Plano Estadual de Agroecologia, Produção Orgânica e Extrativismo Sustentável é aprovado

O Governo do Estado, por meio da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), da Agraer e em parceria com entidades do setor produtivo e instituições de pesquisa de Mato Grosso do Sul aprovou ontem (1º), o Plano Estadual de Agroecologia, Produção Orgânica e Extrativismo Sustentável Orgânico – PLEAPO/MS.

 

“É um plano audacioso que trabalha a questão do alimento saudável, que é uma das tendências do mundo e, dentro do alimento saudável, trabalha fortemente com a questão dos produtos orgânicos dentro dos protocolos já definidos pelo Ministério da Agricultura. Esse estímulo à produção sustentável e orgânica é fundamental para diferenciar e dar mais competitividade aos produtores rurais de Mato Grosso do Sul”, comentou o secretário Jaime Verruck, da Semagro.

 

O Plano foi apresentado ao secretário Jaime Verruck, ao superintendente de Ciência e Tecnologia, Produção e Agricultura Familiar, Rogério Beretta e aos integrantes da Comissão Estadual de Produção Orgânica – CPOrg-MS. O documento foi elaborado por um grupo interinstitucional instituído em maio deste ano, composto por nove entidades, em atendimento à Lei Nº 5.279, de 6 de dezembro de 2018, que instituiu a Política Estadual de Agroecologia, Produção Orgânica e de Extrativismo Sustentável Orgânico em Mato Grosso do Sul.

 

“Hoje existe espaço para crescimento da produção orgânica. A demanda cresce 30% anualmente e temos um grande espaço para expandir. Para isso, nós desenvolvemos um plano estadual e um conjunto de ações, como a criação de uma rede de comercialização, a ampla capacitação dos nossos assistentes técnicos para que eles possam oferecer a devida orientação voltada para a produção orgânica, seja ela de baixa, média ou grande escala da agricultura familiar”, explica Jaime Verruck.

 

De acordo com o titular da Semagro, “o Plano traz um conjunto de atividades que passam pelo apoio à produção, capacitação técnica, criação de uma rede de comercialização e fomento à pesquisa para que a gente referencie o Mato Grosso do Sul na produção orgânica aproveitando essa grande expansão de mercado que ocorre todo mundo. Mato Grosso do Sul se posiciona definitivamente em uma das tendências do agro brasileiro, que é a questão da produção orgânica e do alimento saudável”.

 

O grupo de trabalho interinstitucional que apresentou o Plano Estadual de Agroecologia, Produção Orgânica e Extrativismo Sustentável Orgânico – PLEAPO/MS 2020-2023 é composto por Karla Bethânia Ledesma De Nadai, pela Semagro; Denise de Miranda (Agraer); Marco Antônio de Oliveira Georges (SFA/MS/Mapa); Vanderlei Azambuja Fernandes (Comissão Estadual de Produção Orgânica – CPOrg-MS); Fernanda Savicki de Almeida (Fiocruz/MS); Tamiris Azoia de Souza (Senar/MS); Marcus Rodrigo Farias (Sebrae/MS); Zefa Valdivina Pereira (UFGD); Ivo de Sá Motta (Embrapa Agropecuária Oeste).

 

A publicação em Diário Oficial deverá ser feita nas próximas semanas.